Conheça a história do franqueado que investe em diversos segmentos

0
109

Saber identificar oportunidades é uma das principais habilidades de quem abre o próprio negócio. Para o investidor Jaime Guimarães Monteiro, de 53 anos, a percepção sobre o que renderá frutos no futuro está em prática desde meados da década de 80. Monteiro, que começou em uma distribuidora de artigos de informática, comanda hoje duas unidades da franquia Microlins e uma da rede OdontoCompany. E está na área odontológica seu principal foco no momento, comprovado pela previsão de abertura de mais três clínicas da marca nos próximos meses.

Nascido em Minas Gerais e criado no Rio de Janeiro, Monteiro estudou até o Ensino Médio e é o único empreendedor na família. “É algo pessoal, de querer ter algo próprio e fazer disso um propósito na vida”, conta. A falta de instrução, no entanto, não o impediu de conseguir fazer seus negócios prosperarem. “Se eu pudesse mudar algo seria isso, me qualificar mais antes de fazer investimentos. Tudo o que sei hoje de administração e gestão aprendi na prática, acertando e errando”.

Seu primeiro contato com o modelo de franquias foi por meio da comercialização de computadores e acessórios de informática de sua distribuidora para as unidades da Microlins. Rede de escolas de informática, fundada em 1991 por José Carlos Semenzato, presidente do Grupo SMZTO, a Microlins foi vendida e é comandada atualmente pelo Grupo Pearson. Para Monteiro, ficou a lembrança da relação empresarial bem-sucedida, que fez surgir o interesse por investir na marca.

EXPERIÊNCIA NO MERCADO

Com o passar dos anos e mais envolvimento no mercado de franquias, Monteiro recebeu o convite para investir na OdontoCompany, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. “Fiquei surpreso com a proposta, porque não tenho formação na área. Conversei com diversos franqueados com o mesmo perfil que o meu e tive uma boa impressão sobre a marca ”, afirma o franqueado. “Abri a primeira unidade em junho de 2016 e em três meses alcancei o ponto de equilíbrio”.

O mercado escolhido, de fato, tem se mostrado promissor. De acordo com levantamento realizado pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), o segmento saúde, beleza e bem-estar, do qual os serviços odontológicos fazem parte, faturou R$ 14 bilhões no primeiro semestre de 2017, um aumento de 14% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Trata-se do segundo segmento mais representativo em faturamento no modelo de franquias, atrás apenas das atividades de alimentação. Em 2016, o subsegmento de odontologia faturou R$ 1,6 bilhão, uma variação crescente de quase 11% em relação ao ano anterior.

EQUIPE QUALIFICADA

Dentre os vários desafios que um franqueado irá enfrentar no setor da odontologia, Monteiro acredita que o maior seja formar uma equipe qualificada para alcançar os resultados pretendidos. “Na área odontológica, o essencial é encontrar um responsável técnico de confiança para conseguir delegar tarefas e dar conta de toda a gestão das unidades”, afirma.

Com toda essa bagagem adquirida, Monteiro já está de olho em outros segmentos para investir em futuras franquias. Ele não revela ainda em quais setores pretende apostar, mas, com certeza, servirá de inspiração para novos investidores interessados no modelo de franquia.

COMPARTILHAR